sexta-feira, 15 de maio de 2009

Pirojque Especialidade Russa



Esta receita de família foi tirada da revista Claudia Cozinha, pagina 21, Setembro de 1991.
Foi feita por uma senhora "Olga Dzioubanova", esta receita foi criada antes da Perestroika.

Ingredientes Recheio
  • 1 cebola picada
  • 4 colheres (sopa) de óleo
  • 500g de carne moída
  • 1 cubinho de carne esmigalhado
  • 4 colheres (chá) de farinha de trigo
  • 2 ovos cozidos
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto
Modo de preparo Massa
  • 1 colher (sopa) de açúcar
  • 30g de fermento para pão
  • 4 xícaras (chá) de farinha de trigo
  • 1 xícara (chá) de leite morno
  • 2 gemas
  • 200g de manteiga em temperatura ambiente
Para pincelar
  • 1 gema ligeiramente batida
Frite a cebola no óleo até ficar macia. Junte a carne e mexa constantemente por uns 3 minutos. Acrescente o caldo de carne esmigalhado e misture. Cozinhe em fogo médio, mexendo de vez em quando, até a carne começar a dourar. Adicione com sal e pimenta. Retire do fogo e adicione umas três colheres (sopa) de água. Mexa bem e deixe esfriar. Junte o ovo cozido e partido aos pedaços pequenos e misture.

Preparo da Massa
Polvilhe o açúcar sobre o fermento e deixe descansar por uns 10 minutos. Junte a farinha, o leite, as gemas, a manteiga e uma pitada de sal. Amasse bem até obter uma massa homogênea. Deixe descansar por uns 5 minutos. Divida a massa em cinco partes. Com cada parte, faça um rolo de uns 3 cm de diâmetro. Corte em pedaços de uns 2,5 cm. Abra com a mão, formando um círculo de uns 8 cm de diâmetro. Sobre cada rodela de massa, coloque ½ colher (sopa) do recheio preparado. Levante as bordas da massa e feche-a apertando bem. Coloque em assadeira untada com manteiga. Pincele com a gema.Leve ao forno quente (200ºC) pré-aquecido por uns 30 minutos ou até começar a dourar. Dá umas 45 unidades.

Nota- Eu não untei a forma porque a massa já tem muita manteiga, pulverizei farinha, não grudaram. Não coloquei ovos porque não gosto. A massa eu acho que deve levar mais sal. Fica ao gosto.

35 comentários:

Cinha disse...

Obrigada por partilhar uma receita tão boa!!
Beijinhos grandes.

Fla disse...

Nossa que isso deve ser bom demais!!!
Adorei.
Beijos

Maria disse...

Minha linda!
Parece ficar delicioso estes, vou dizer pãezinhos.Vou copiar a receita e ver se me animo na cozinha kkkkk. Para tomar com chá à noite deve ser muito bom. Adorei.
bj

Abelha Maia disse...

Uma receita com históri.
Obrigado pela partilha...deve ser bom.
bjs

Avental da Micas disse...

gostei muito do blog e da sua apresentação!! Acho delicioso dedicar-se a estas inovações e postar relíquias que hoje quase não se fazem... a sua expª é ancestral e com tudo de bom para nos ensinar!
Parabéns... Micas

Anakoelho disse...

Q. delícia deve ter ficado Edília.
Parece um pastel rústico.M.to fácil de fazer.Ótima escolha.
Araço,

Ana.

dollystar disse...

Esse prato é uma delícia, comi tempos atrás preparados por uma amiga...Vale a pena testar!
bjs

Cláudia disse...

Edilia, esta receita é mesmo muito boa, já fiz e por coincidência tbm tirei da revista Cláudia deste fascículo!
bjs

Sol Galvão disse...

Edilia, adorei a receita.
Fácil e bonitinhos.
Me parecem ser deliciosos.
Bjinhos

Adriana disse...

Edilia assim não vale , eu só no chuchu rsssss.
Delicia para fim de semana.
Beijos.

mangiachetefabene disse...

Que delícia!!!!
Achei que os Pirojque eram cozidos...estão lindinhos!
Beijos!

Cucchiaio pieno disse...

Fazer esta delicia é muito mais facil que pronunciar o nome! Um grande abraço. Léia

angela disse...

tambem achava que seria algo complicado, deve ser muito bom. beijos.

Nela disse...

Querida k lindos ficaram os pastéis, ficaram com aspeto muito godtoso e guloso confesso rsrsrs e claro adorei a história de onde nasceu a receitinha Edilia beijinhos e bom fim de semana.

Maria disse...

Mamy Linda!
Beijão para ti também e um lindo final de semana. Espero ansiosa pelos quitutes gostosos.
bj

Fátima disse...

Edília, ficaram lindos e fáceis de fazer. Obrigada.

Bianca Ramos disse...

Lindissimooooo, parabéns!!!!

Luciana B. disse...

Edilia, que delícia!! Incrível a coincidência, quando vi que você era de Curitiba pensei logo em te perguntar sobre este prato, pois tenho uns amigos daí que falam sempre num tal "pirogue"... agora já vi o que é :)
Bjs

Edilia disse...

Luciana,o pirogue que você fala ele é recheado não me lembro do que, é cozido e com molho branco, este é Polonês. este que eu fiz a receita é de uma senhora (Olga Dzioubanova)dividiu sua vida entre a Rússia, a china e o Brasil.Destas terras longínquas trouxe receitas especialíssimas,como esta Pirojque.A todas agradeço a visita, o meu muito obrigada
Edilia

Emília disse...

Por aqui tem um pastel russo que faz muito sucesso, o nome é parecido, piroshki, mas ele é frito, e é muito gostoso; com certeza esse deve ser maravilhoso!
Beijinhos

Anna disse...

Eu adoro receitas diferentes, já anotei a sua para fazer em breve.
Parabéns
Bom domingo

Mari disse...

Edilia querida, conheci teu blog através de alguns blogs amigos (como o da Abelha)... vim visitá-la, e amei tudo o que vi por aqui... quantas receitas deliciosas, e que simpatia de pessoa é você!!
Vou linká-la para acompanhá-la mais de perto... :)
Tenha um ótimo domingo!!
Beijo grande,

Mari

Uci na cozinha disse...

Edília!
Que delícia!
Deu vontade só de olhar!
Essa parece ser daquelas receitas infalíveis né!
E quanta coisa gostasa por aqui!
Fazia tempo que não te visitava!
Boa semana querida!
beijos

Naninha disse...

Menina que delicia! Nossa ficaram lindas, a culinária Russa oferece excelentes opções.
Beijos

edinha disse...

Devm ser muito bons :)
Gostei desta receita :)
Beijinho

Maria disse...

Mamy Linda!
Estou bem Graças a Deus, de tanta força, meu pulso ficou doendo. Ainda estou de munhequeira no pulso, mas já estou melhor e logo retiro. Mesmo depois da minha peripércia, estou dando umas tricotadas. kkkk
Bjinhos grandes e obrigada pela sua atenção para comigo.
Fique com Deus.

Iliane disse...

tudo de bom essa receita..amo..numca fiz..vou imprimir para tentar fazer..um abraço..li

Luciana Macêdo disse...

Tenho esta revista e esta receita está entre as que pretendo fazer. Agora animei.
Bjs!

Nela disse...

Querida pasei só para deixar resposta, eu deixei no meu blog mas pode lá não ir ver e lhe queria dizer mesmo, eu tb não sou capaz de matar nem coelho nem galinha nem nada mesmo rsrsrs só lhe toco depois de morto e esfolado mesmo, e sabe realmente cá em Portugal se faz muito o coelho, tanto na provincia como na cidade, na cidade é comprado nos hipers-mercados na zona k eu vivo já é fora um pouco da cidade é margem sul, e então há muita gente com quintal e tem coelho e galinhas, eu já tive agora não tenho, mas compro a uma pessoa de confiança mesmo.Mas mesmo quando tinha era meu marido k o fazia eu eu nem via mesmo pq não gosto rsrsrs.
Disse k seu marido é Português de que zona? beijinhos e obrigadaaaa.

Carmencita disse...

Que apetitoso, amei esse recheio, ficou muito bonito a apresentação, dá vontade pegar UNS he!he!bjss

Adriana disse...

Oi Edilia, parece que as coisas estão se normalizando , mas é uma ô né? agente só paga , paga e nada rsss.
Beijos .

Diário de receitas disse...

Gostei muito da receita.Parabéns pelo blog.Gostei muito.
Bjs.

Claudia disse...

Edilia,

Enquanto lia a postagem eu me lembrava de um restaurante russo maravihoso que tinha, talvez ainda tenha, em Teresópolis. O restaurante chamava Irene e era bem tradicional, apesar de ser localizado na sala de jantar de uma casa de família.

Fiquei curiosa para provar os pirojque.

Bj,

C.

daniela disse...

Minha mãe usa essa receita desde 1991 qdo a revista foi editada. è mesmo uma delícia que todos nós gostamos!!!abçs Dani

www.amsk.org.br disse...

Olá Edília,

Postamos a sua receita com os devidos créditos no nosso blog. Aliás gostamos muito de dar uma passadinha por aí, as receitas são maravilhosas.

com afeto,

COZINHA DOS VURDÓNS